Assista a intro do novo jogo dos Power Rangers, é nostalgia pura!
17/01/2017
Veja tudo o que você precisa saber sobre o Nintendo Switch – Parte 2.
19/01/2017
Show all

Tudo em Moana é perfeito: desde a escolha de ‘Trabalho Interno’ – a animação pré exibição – até o desfecho fantástico!

Boa tarde, NERDs!

Ontem, eu e meu filho de quase 5 anos, fomos assistir ‘Moana‘ e desde o início foi mágico.

Primeiro, escolhi uma sala de cinema bem bacana e barata. Pegamos uma sessão 2D lá pelo finalzinho da tarde. Pouca gente na sessão, pudemos entrar com nossas guloseimas compradas de fora do cinema e pegamos ótimos lugares. Nos sentamos, as luzes apagaram e começou o show

Sim, já começou nos trailers. Pedro ficou super curioso assistindo o trailer do ‘Carros 3‘.  NERDs, está super diferente dos outros dois filmes. Relâmpago McQuenn sofrendo um acidente sério nas pistas logo na primeira (e única) cena. O tom do filme ficou bem mais escuro acho que a DC | Warner Bros. | Zack Snyder passaram por ali… E meu filhote ficou todo ‘querendo saber’ o que tinha acontecido com o carro vermelho… Uma bait master da Disney. Mas, para aliviar a tensão, logo na sequência veio o trailer de: ‘LEGO Batman: O Filme‘. Pessoas, eu tenho que assistir esse filme com meu filhote quando lançar… A gente riu muito! Está super caricato… Tem  muita referência para os adultos, pelo jeito. E de um modo que: enquanto o adulto ri por uma coisa, a criança ri pela palhaçada da cena em si. O visual está ótimo!!

Depois da sessão perfect trailers awards, começou a rodar um curta animação. Como já se tornou costume pelas animações recentes da Disney.

Trabalho Interno‘ foi uma escolha na medida exata! É um curta cativante, contando a rotina de um ser humano, administrada pelos seus órgãos internos. Conta a liderança do coração e do cérebro. Mostrando animadamente a divergência de motivos de escolhas feitas pela cabeça ou pelos sentimentos. A gente assistiu a morosa e dura decisão de um trabalho burocrático, os medos do ‘cérebro’ ao escolher sempre um modo prático e seguro de sobrevivência… Enquanto que o coração queria se arriscar para trazer vida e emoção ao corpo. A mensagem que deixou é que o equilibrar loucamente tudo isso é que traz uma vida feliz. E claro, já amaciou nossos sentimentos para começarmos Moana preparados.

(Abrindo um parênteses enorme, ‘Trabalho Interno‘ foi dirigido por Leo Matsuda, um brasileiro de São José dos Campos, que tem em seu currículo trabalhos em longas animações como: ‘Os Simpsons’ e ‘Rio’. Atualmente é contratado da Disney e já participou de outros longas: ‘Detona Ralph’, ‘Operação Big Hero’ e ‘Zootopia’. ‘Trabalho Interno’ está entre as 10 indicações para o Oscar de Melhor Curta Animação de 2017, os 5 finalistas sairão dia 24 de janeiro.)

Enfim, vamos falar sobre a estrela da noite, Moana! Vou tentar fazer um texto bem neutro, vou evitar spoilers ao máximo!

Pessoas, a animação já começa lindamente, com uma contação de histórias e Moana sendo a única menina daquela geração toda. Esse desenho está cheio de representatividade!

Compreendo que tenha sido um trabalho árduo para Disney sair de seu padrão. E olha, fizeram muito bem. Já começa que Moana não é princesa. É chefe de tribo, é líder. E, de um jeito muito leve, eles fizeram essa transição. Teve muita risada rolando nessa conversão de valores. Sem perder as características da fábrica de fantasia da Disney, ao mesmo tempo em que se adapta a toda uma nova geração.

Moana está prestes a se tornar líder, mas que antes recebe uma missão. Ela foi escolhida pela força da natureza, o Oceano, para restaurar antigas crenças, para vivenciar antigas lendas. Para levar seu povo para novos rumos!

Dentro de tudo isso, ela ainda é uma adolescente. Com suas dúvidas e anseios. Ela aprende com o mundo, ao longo da história, a aceitar sua jornada. Ela ainda não sabe quem é, muito menos o que deve fazer, mas ela continua. Ela segue. Ela pára de lutar contra e apenas segue o que deve ser feito, com vontade, com esforço e coragem.

Nesse ponto foi muito forte assistir Moana. Foi um processo de aceitação incrível que ela passa por toda a aventura que ela está vivendo.  Um processo de descobrimento, de auto conhecimento.

E como companheiro nessa aventura toda, ela tem Maui.

Quem aqui pensa que o semi deus veio para salvar a Moana dos perigos que o mar aberto pode trazer… Está completamente enganado. A menina é quem salva o Maui, em muitos sentidos. Ela é quem está apoiando quando Maui desacredita de si. Ela quem está ali, quando Maui precisa do ombro para chorar. É ela quem está ali, dando todo o suporte para o semi deus. E é ela quem dá a direção ao leme do barco.

Uma amizade forte com um amor imenso entre os dois. Amor de verdade. Amigos que se apoiam e que estão juntos. Que passaram por grandes provações e consolidaram uma aliança muito maior que qualquer romance poderia proporcionar.

Quando o filme se aproxima do final, do embate final, ficamos com o coração na mão. Moana, mais uma vez surpreende e mostra o quanto é transformou sua teimosia em determinação.

As cenas finais no remete mais uma vez ao amor. Nos deixa a pensar o quanto tudo acontece de maneira imprevisível, que o destino é inexorável. De que, depois de tantas reviravoltas, podemos perdoar e entender o que fazemos. Que podemos mudar. Admitir erros e fraqueza, levar tudo em consideração, respirar e se libertar de erros do passado. Agindo de maneira diferente no presente para nos tornamos algo mais evoluído no futuro.

Moana traz moral da história, significado de valores importantes para a infância, como: igualdade, amizade, perseverança. Moana faz a gente se sentir bem, confiante, cheio de vontade de fazer diferente. A comédia é um caso a parte. Literalmente, choramos de tanto rir. Meu filho ficou com a barriga doendo com as gargalhadas que as diversas cenas proporcionaram.

Amei demais vivenciar isto com meu filhote. Rindo muito, chorando algumas vezes… Compreendendo diferentes perspectivas. ensinando ao meu filho valores de puro amor. Foi uma diversão sem igual assistir ‘Moana: Um Mar de Aventuras‘. Foi um dia muito especial.

E vocês, NERDs? Já assistiram? O que acharam do filme? O que despertou em vocês? Contem que eu quero muito saber!

Yu
Yu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *